A disciplina de Tecnologia Para Web visa permitir ao aluno aplicar de forma prática tecnologias como HTML, CSS e Javascript para desenvolvimento e autoração de produtos hipermidiáticos, tais como sites para Web, aplicativos multiplataforma, etc; esclarecer cada etapa do ciclo projetivo de um produto hipermidiático, desde o projeto até a publicação na World Wide Web, através de exercícios e atividades práticas; e colocar em perspectiva o papel do designer em relação à Internet das coisas, encorajando metodologias de desenvolvimento como o design responsivo, o aprimoramento progressivo, foco em acessibilidade e semântica do conteúdo.

 

O professor Werther Azevedo explica um pouco mais sobre a disciplina:

1) O que o motivou a criar essa disciplina?

Werther Azevedo: A disciplina, na realidade, já existia. No entanto, estava inativa por um tempo. O que me motivou a lecioná-la foi, em parte, minha extensa experiência profissional com o assunto. Trabalhei por 6 anos como web designer profissional e, mesmo já na indústria de games, sempre utilizei as tecnologias web extensivamente como parte de meu ferramental em diversos contextos: prototipagem de artefatos interativos, websites e hotsites, apps, jogos, etc. Outro fator motivador foi a possibilidade de fazer a diferença a curto prazo nas carreiras dos alunos. Sei que este tipo de conhecimento tem alta demanda no mercado, não somente para vagas específicas de mídia digital, mas também de comunicação visual. Por este motivo, sinto que ofereço um benefício prático imediato aos alunos, diferentemente da disciplina de áudio, cujo impacto, por maior ou mais importante que seja, é mais difícil de mensurar.

2) Como funciona o programa de aulas?

DSC_0013
O professor Werther Azevedo apresenta o conteúdo da aula.

Werther Azevedo: O programa tem um enfoque bastante acentuado na componente prática com o objetivo de tornar transparente para os alunos o processo técnico de elaboração de um website. São apresentadas gradativamente as três tecnologias que constituem os padrões web: HTML, Javascript e CSS, com enfoque maior na última, que é de especial interesse para designers. Em geral, a aula se dá em revezamentos entre breves componentes teóricas e exercícios práticos de fixação. Durante os exercícios, ofereço toda a supervisão e ajuda necessária para os alunos.

3) Qual o papel do designer frente aos avanços tecnológicos e à Internet?

Werther Azevedo: Creio que o papel do designer será sempre, num âmbito geral, tornar melhores as vidas das pessoas. Frente aos avanços tecnológicos, isto significa realizar a interface entre a frieza dos sistemas de informação e as emoções do ser humano. Vivemos numa época onde computadores e sistemas são parte indissociável de nossas vidas. Cada vez mais as pessoas se habituam a conviver com a tecnologia digital e, consequentemente, aumentam suas expectativas em relação a ela. Cabe ao designer compreender estas expectativas, projetando experiências positivas, inclusivas e recompensadoras em meio às idiossincrasias dos meios digitais. A World Wide Web completou recentemente 25 anos e já se consolidou como uma rede de informações e serviços essenciais para a sociedade. No entanto, a “Internet das coisas” está logo ali, no futuro próximo, e já promete tornar a vida do designer cada vez mais complexa, ao demandar que se idealizem experiências para um número cada vez maior de dispositivos e contextos.

4) O que caracteriza um produto hipermidiático?

Werther Azevedo: Um produto hipermidiático, como sugere o nome, caracteriza-se pela conjugação, num contexto interativo, de diferentes métodos comunicacionais (como texto, imagens, som, vídeo, mapas, etc.), geralmente coligados por uma tecnologia central. No caso da Internet, esta tecnologia é o HTML que, por fundamentar-se no conceito de hipertexto, permite a seus autores e usuários a criação de infinitos links entre estas distintas modalidades de informação.

5) Existe ênfase em uma habilitação específica?

Werther Azevedo: Não. Em razão da demanda do mercado que mencionei anteriormente, existe uma incidência maior de alunos de comunicação visual e mídia digital. No entanto, já tive também alunos de moda, projeto de produto e informática. Creio que compreender o funcionamento da internet é um conhecimento tão útil que qualquer aluno da PUC se beneficiaria da disciplina de algum modo. É claro que, conforme o conteúdo evolui, os métodos ensinados vão ficando mais complexos, então é fundamental que o aluno esteja motivado.

Werther Azevedo é formado em Comunicação Visual pela PUC-Rio e pós-graduado em Expressão Gráfica e Audiovisual pela UAB. Atualmente é desenvolvedor de jogos independentes na Midipixel. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Composição Musical, Design de Som e Design de Sistemas Interativos.