O Prof. Jorge Lopes é co-autor do artigo “Monochorionic diamniotic quadruplet pregnancy: physical models from prenatal three-dimensional ultrasound and magnetic resonance imaging data”. O texto foi capa da edição de junho da revista “Ultrasound in Obstetrics & Gynecology”. Essa é a quinta vez que um artigo de co-autoria do professor é capa da revista.

O artigo trata dos protótipos virtuais e físicos em 3D e como os mesmos ajudam nos treinamentos médicos para melhorar a compreensão e conhecimento de anomalias congênitas. Os protótipos também têm sido empregados para gerar modelos físicos do crânio fetal em casos de microcefalia devido a infecção congênita do vírus Zika. E, além de tudo, os modelos em 3D melhoraram o conhecimento das relações espaciais intra-uterinas.