O Professor Fabio Lopez venceu o concurso nacional realizado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para escolha do Emblema do Patrimônio Cultural, identidade visual dos bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Brasileiro. O concurso contou com mais de 280 propostas inscritas.

Sobre o emblema vencedor, Fabio argumenta que a forma circular do emblema expressa a perspectiva de movimento, ressignificação, a natureza complexa do Patrimônio Cultural Brasileiro que se encontra em permanente construção. O lançamento do emblema ocorreu em Belo Horizonte, no Museu de Arte da Pampulha,no dia 16 de agosto, em ação comemorativa aos 80 anos do Instituto.

Segundo o professor, “esse concurso do patrimônio me chamou a atenção porque o grande patrono do design gráfico brasileiro, Aloísio Magalhães, teve uma participação importante na consolidação do Iphan, ainda na década de 70, tendo chegado a dirigi-lo em 1979. Então achei que seria prestigioso contribuir de alguma maneira com esse esforço contínuo de preservação da cultura nacional.”

Abstração, cores e simbolismos caracterizam o emblema vencedor do concurso lançado pelo Iphan. É um novo marco para a promoção, difusão, sinalização e proteção do Patrimônio Cultural Brasileiro, que deve ser utilizado não só pelo Iphan, mas por todos os parceiros na preservação, gestão e valorização do Patrimônio Cultural.