Brisa

Camila Campos Contreras, Eliza Pinho Kronemberger e Luisa Alves de Menezes

Orientadores: João Victor e Nathalia Chehab
Disciplina: Projeto 6
Habilitação: Projeto de Produto

O projeto Brisa surgiu de um desejo de aproximar ainda mais os praticantes de Stand Up Paddle ao meio ambiente, por intermédio da prancha usada na prática do esporte.

As pranchas convencionais utilizam muitos materiais tóxicos. Então foi desenvolvida, a partir de conceitos de biônica, uma estrutura interna vazada. Para isso, observamos e estudamos estruturas que utilizam caminhos mínimos para ligar e dar forma, resultando em um maior aproveitamento da superfície, menor uso de matéria prima e otimização da capacidade energética. Ainda sim é possível manter ótima resistência à tensões, já que quando o peso é aplicado sobre a estrutura, é redistribuído por todas as suas ramificações. Podemos ver exemplos dessas estruturas em asas de libélulas, colméias, casco de tartarugas, veios de olhas e junção das bolhas de sabão.

O material utilizado para compor a estrutura interna da prancha são resíduos de compensado eliminados pelas grandes indústrias, cortados a laser e finalizado com um revestimento de fibra de vidro e resina, mantendo a transparência e possibilitando a visualização de sua estrutura.

 

Mais informação sobre os alunos:

Camila Campos Contreras
Eliza Pinho Kronemberger
Luisa Alves de Menezes

[ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ]